domingo, 7 de fevereiro de 2016

PASTOR FAZ ALERTA A CRENTES QUE OSTENTAM NA INTERNET

"Amados. Tenho visto muita gente exibindo seus bens, carros, imóveis, etc, por aqui em seus perfis. Acho que essa atitude não combina com o caráter Cristão de quem vive pela Fé. Que tenhamos tudo e vivamos mais discretamente, naturalmente porque Deus permite como fruto do trabalho de cada um independente da sua fé ou religião, mas não como ostentação. Vamos vigiar mais no que postamos por aqui". 

A postagem do recado atribuído ao pastor Oziel Silva foi compartilhado no perfil do radialista e cantor Guilherme Baldissara, do Rio de Janeiro. 

Não é novidade para os Cristãos o que sugere o pastor Oziel, quando comparamos a vida sob a ótica do Evangelho. A modéstia é um dos pontos importantes como resultado na vida daqueles que entenderam sobre o que deve prevalecer como um viver cristão. Há quem considere haver uma ostentação desmedida de imóveis, móveis, automóveis, até mesmo exaltação de seus ministérios, apresentando como uma informação, que no fundo só esconde seu interesse por autoafirmação. 

"Onde está a motivação do Cristão? Está apenas nas coisas que adquire e ostenta materialmente?" - questiona o pastor. Ele também ressaltou o fato de muitas pessoas buscarem a Deus somente para pedir coisas materiais. 

Paulo a Timóteo escreveu que nos últimos dias, a sociedade estaria mais corrompida segundo os interesses mundanos. Num dos trechos revela:..."amantes de si mesmos, presunçosos e avarentos; mais amigos dos prazeres do que amigos de Deus..." II Timóteo 3. 

Estariam esses ostentadores dispostos a despirem-se de suas vaidades, compartilhando o pão com o faminto ou distribuindo seus bens com os mais pobres e necessitados?

Pode ser que a crítica a esses comportamentos não traga resultado em mudança de atitudes, pois cada indivíduo tem argumentos para defender suas práticas. O que se pode tirar como lição é o bom senso, movido pelo espírito de abnegação do próprio eu e orgulho, naturais na escala terrena. Os filhos da luz naturalmente caminham para alcançar elevada sabedoria a ponto de torná-los mais atraídos pelas coisas do espírito. 

A atitude de ostentação de professos cristãos não combinam, em nada, com o próprio Cristo. Mesmo sendo Deus, não teve por "usurpação" ser Deus,antes se entregou por todos.