terça-feira, 12 de janeiro de 2016

PROFESSORA TEM CASA SOTERRADA EM TRAGÉDIA

O cenário era aterrorizante. A casa ficou totalmente destruída pelo deslizamento de terra e lama, há quase 6 anos em que uma tragédia sem precedentes atingiu a região serrana do Rio de Janeiro. 
Ana Paula afirmou que todas as casas da rua onde morava foram varridas pela lama. "Eu e minha família só escapamos porque estávamos viajando de férias" - disse, lamentando a morte de seus vizinhos. "Quem estava em casa não teve tempo de escapar" - afirmou. "Nós perdemos tudo que estava dentro de casa" - reforçou.

Mãe de três filhos, ela e o marido conseguiram nesse período reconstruir a casa e recuperar tudo o que perdeu. "Os bens materiais a gente consegue recuperar com o nosso esforço, graças a Deus, mas nossos amigos só ficaram na lembrança."

A professora que afirmou ser uma pessoa "controladora de tudo", passou a rever seus conceitos após a tragédia. "A gente quer controlar tudo, os brinquedos das crianças, um bombom, uma bala, um papel higiênico, mas de uma hora para outra isso tudo se acaba; o filho pede para comer um bombom, a gente diz depois você come, filho, mas esse depois as vezes não chega; a criança quer brincar com um brinquedo novo que ganhou e a gente fica guardando para conservar, mas para quê? A gente não pensa em viver plenamente o momento que vivemos. Hoje eu sou uma pessoa diferente" -considerou, reconhecendo que aprendeu a valorizar o que é mais importante na vida. "A gente cria um monte de regrinhas, conceitos, preconceitos, mas isso não vale nada na hora que precisamos encarar a realidade."

Ana Paula recebeu um telefonema naquela noite da tragédia, sendo informada de que não tinha mais como voltar para casa. "Foi um choque, pensei nos meus amigos e parentes que ficaram lá, mas ao mesmo tempo agradeci a Deus por eu estar ali com meu marido e meus três filhos, protegidos."