segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

SE PERVERSOS FAZEM AS LEIS, PERVERTIDAS SERÃO SUAS AÇÕES

A sociedade é regida por leis. Elas são criadas para garantir a ordem e fazer cumprir a justiça. Mas em que mãos está a decisão de fazer cumpri-las? Quem são os legisladores que criam as leis para que a sociedade cumpra? Quem são os formadores de opinião pública para imprimir no consciente coletivo a necessidade de alguma mudança?

É fato que as leis surgem de acordo com a necessidade do povo, mas por outro lado necessidades são criadas e apregoadas para que, manipulado, o povo exija o que aprenderam ser "seus direitos". Há um sistema que "educa" o povo para que ele passe a se adequar aos padrões que os que detém os três ramos: a política, jurídica e a ideológica, para legitimarem, em nome do povo, seus interesses classistas. 

É a ideologia que cria os demônios; a política articula ações para combatê-los; a jurídica instrumentaliza e dá respaldo legal à política para suas ações. 

Quando os controladores do sistema são perversos, pervertidas serão suas ações com ou sem a participação do povo que legitima suas funções representativas. 
Um sistema que se propõe a enfraquecer a religião, a família, a moral e os bons costumes, aos poucos, vai "trabalhando" o consciente coletivo, apontando, tendenciosamente, "quem são os perturbadores da ordem". Eles podem criar seus "diabos", para tornarem-se "deuses". 

Foi assim com o profeta Daniel, personagem da Bíblia que foi jogado na cova dos leões porque não aceitou adorar outro Deus que não fosse o seu Deus. Daniel era um homem justo e correto. O rei não encontrou nenhum ponto fraco ou algum motivo que o levasse à uma punição. Mas foi através de um decreto de lei, ordenando que todos se ajoelhassem diante da sua estátua. Daniel era fiel a seu Deus, e se negou a cumprir aquela lei, sendo jogado na cova dos leões para ser devorado. 

O Faraó culpava o povo de israel pelas pragas que foram derramadas sobre o Egito, ao invés de reconhecer sua intransigência diante do que Moisés o pedia em nome de Deus. 

Se os perversos fazem as leis, perversas serão suas ações.
O povo de Deus jamais poderá aceitar governos que trabalham sob suas próprias leis contrariando princípios divinos.
A lei dos homens é cega. É surda e muda. Ela não fará nada por você. Os homens enxergam a quem quer: a si mesmos.